Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGAd)

O curso de mestrado acadêmico em Administração da UFF foi constituído em 2010, com o objetivo de formar profissionais capazes de desenvolver respostas críticas ao funcionamento das organizações, além de fomentar análises críticas sobre as teorias produzidas dentro e fora do país que auxiliem na compreensão da realidade nacional.  Estes profissionais deverão ser capazes de compreender os contextos macro e micro da realidade social, política e cultural brasileira, com ênfase nos aspectos organizacionais e administrativos dos mesmos.

A estratégia inicial centrou-se no aumento do corpo docente. Em 2007, o corpo de Administração dispunha de apenas 19 professores e em 2009 passou a contar com 35 docentes. Com o corpo docente constituído, uma restruturação interna foi realizada. As consequências dessa restruturação foram positivas, podendo destacar as modificações ocorridas no projeto político pedagógico do curso de graduação em administração.

A partir dessas experiências, a proposta do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração (PPGAd), com ênfase inicial no Mestrado Acadêmico em Administração, mas com aporte futuro no Doutorado em Administração, foi confeccionada, servindo como base para o pedido de autorização para funcionamento deste Programa e do Curso junto a CAPES. A admissão deste Programa no Município de Niterói responde à importante demanda no Estado do Rio de Janeiro, estendendo-se para o interior do estado, uma vez que não existe Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração nestas localidades.

O Estudo das Organizações no Brasil é o tema da área de concentração, enquanto as duas linhas de pesquisa são:

a) Administração Brasileira

b) Estado, Organizações e Sociedade.

A divisão por linhas de pesquisa demonstra uma necessidade de ordenamento das reflexões, sem prejuízo aos diálogos necessários e enriquecedores entre estas linhas. Os principais objetivos são:

a) formar profissionais para o mercado de trabalho na área acadêmica de ensino e pesquisa com domínio amplo de teorias e capacidade crítica nos estudos das organizações no Brasil;

b) compreender, aprimorar e construir metodologias de interpretação dos fenômenos que circundam a realidade das organizações com locus no Brasil, bem como estabelecer reflexões sobre as grandes áreas de gestão – estratégia, gestão de pessoas e relações de trabalho, marketing, logística, tecnologias de informação e finanças – e suas possíveis relações;

c) estabelecer diálogos enriquecedores entre a Universidade e a sociedade, o meio empresarial, as agências de fomento e desenvolvimento e organismos de integração regional, a fim de promover um intercâmbio permanente de experiências e conhecimentos.

Copyright ©2016 - STI - Todos os direitos reservados